País

O túnel inteligente: ‘Dentro’ do Marão a segurança é máxima

Será o maior túnel da Península. Vai redefinir a geografia do Marão, com 5,6 quilómetros que evitam o serpentear da serra. Além da dimensão, a infraestrutura distinguir-se-á pelos sistemas de segurança e monitorização de tráfego, que fazem do Túnel do Marão uma das mais avançadas vias rodoviárias portuguesas.

O Túnel do Marão, empreitada lançada no governo de José Sócrates, em 2009, foi notícia por questões que se prendem com os contratos de adjudicação, num imbróglio que levou a que as máquinas parassem durante dois anos. Mas os trabalhos foram retomados e concluídos. A contagem decrescente para a inauguração está a terminar.

No próximo sábado, será inaugurado o Túnel do Marão. E graças a esta infraestrutura, Trás-os-Montes vê alargados horizontes do desenvolvimento.

A obra que entrou no coração da serra destaca-se não só pela sua dimensão e alcance, mas pelos sistemas de segurança e monitorização rodoviária, instalados ao longo dos 5,6 quilómetros.

O Túnel do Marão será um dos mais inteligentes, dotado de tecnologias que permitem a tomada de medidas logo que seja detetado um acidente, um foco de incêndio, ou outro evento que perturbe a normal circulação e segurança.

São sistemas inteligentes de controlo e gestão do tráfego, com a solução para a gestão de túneis Horus, desenvolvidos pela Indra.

O objetivo é controlar a circulação, para que esta seja totalmente segura. Além de um método de deteção de acidentes, o túnel terá videovigilância por circuito fechado, deteção de incêndios, pontos de auxílio a automobilistas, entre outros.

O modelo agora instalado no túnel Marão já foi testado com sucesso há cinco anos noutro túnel, em Teerão, capital do Irão.

A solução da Indra também integra controlo de mercadorias perigosas, de matrículas, além de ventilação e sensores ambientais, com uma equipa humana pronta a entrar em ação quando se justificar.

O Túnel do Marão é parte da A4 e permite a ligação entre Amarante e Vila Real, concluindo um trajeto que começa no nordeste transmontano e termina no Porto.

A contagem decrescente para a abertura à circulação do maior túnel da Península está prestes a chegar ao fim. E começam novos tempos para a região, não só de Bragança, Vila Real, ou Amarante, mas todas as cidades que passaram a dispor da primeira autoestrada para Trás-os-Montes.

Depois de concluídos os troços de acesso e as vias e restantes infraestruturas no próprio túnel, e após os testes de segurança, anuncia-se a inauguração para o próximo sábado, dia 7 de maio de 2016.

Percorrer esta nova via custará 1,95 euros (veículos classe 1), 3,40 euros (classe 2), 4,40 euros (classe 3) ou 4,90 euros (classe 4).

A partir das 00h00 de domingo, abre-se a circulação do túnel e chega ao fim a barreira. Mas pode entrar já no Túnel do Marão, viajando neste vídeo.


Patrocinado

Apps PT Jornal

Descarregar na App StoreDescarregar do Google Play

Newsletters PT Jornal

Selecione as newsletters

Mais partilhadas da semana

Subir