Europa

Ministro espanhol cai ao fim de uma semana no cargo por fraude fiscal

O ministro da Cultura de Espanha, Màxim Huerta, demitiu-se uma semana após ter tomado posse. O governante viu-se envolvido num escândalo de fraude fiscal e garante que está inocente.

“Há momentos em que nos temos de retirar e eu amo a Cultura”, justificou Huerta, na conferência de imprensa em que revelou que tinha apresentado a demissão ao primeiro-ministro, Pedro Sánchez, com quem tinha estado pouco antes.

Màxim Huerta abandona o lugar depois de hoje de manhã se ter sabido que tinha liquidado uma dívida de 366 mil euros ao Fisco de uma multa imposta pelo Tribunal Superior de Justiça de Madrid.

“Paguei esta multa duas vezes. Primeiro às Finanças e pago-a pela segunda vez aqui, agora, porque a inocência não vale de nada ante esta matilha”, concluiu.

Mais partilhadas da semana

Subir