Nas Notícias

Manifestação da CGTP junta milhares pela valorização do trabalho e das pessoas

Milhares de pessoas de todo o país juntaram-se, este sábado, em Lisboa, numa manifestação promovida pela CGTP em defesa da valorização do trabalho e dos trabalhadores. A manifestação, que começou às 15:30, foi aberta através de uma faixa vermelha com a inscrição “valorizar o trabalho e as pessoas”.

Além da CGTP e de sindicatos de vários setores ligados à central sindical, a manifestação conta também com participação de outras estruturas, como os trabalhadores da empresa Soares da Costa, o Movimento Unitário de Reformados, Pensionistas e Idosos (MURPI) e a Comissão Coordenadora Permanente dos Sindicatos e Associações das Froças e Serviços de Segurança.

Entre os vários cartazes e manifestantes, destacam-se mensagens como “salário mínimo de 600 euros em 2018” ou “fartos de serem maltratados, trabalhadores exigem salários justos”.

A manifestação foi agendada uma vez que a central sindical defende a necessidade de mais medidas que permitam um melhoramento no nível de vida dos portugueses.

As principais reivindicações da Intersindical prendem-se com o aumento geral dos salários e a fixação do Salário Mínimo Nacional em 600 euros para 2018. Além disso, a central sindical apela também ao combate da precaridade e à revogação das normas gravosas da legislação laboral, bem como a implementação de uma política que assegure a estabilidade no emprego e respeite os direitos dos trabalhadores de todos os setores de atividade.

Mais partilhadas da semana

Subir