Fórmula 1

Hamilton regressa às vitórias na China e iguala Vettel na frente do campeonato

Lewis Hamilton venceu o Grande Prémio da China de Fórmula 1, que dominou de princípio ao fim, mesmo quando teve de realizar a obrigatória paragem nas boxes. O britânico da Mercedes impôs-se com autoridade a Sebastian Vettel, que teve uma prova menos fácil. Isto porque inicialmente se atrasou, sendo obrigado a uma grande recuperação.

No último terço Vettel conseguiu deixar para trás os pilotos da Red Bull e também Kimi Raikkonen, para cortar a meta na segunda posição e assim partilhar a liderança do campeonato com Hamilton.

Contrariamente a Sebastian Vettel – que se viu atrasado com uma situação de ‘safety car’ virtual, devido um acidente no começo da corrida – Lewis Hamilton conseguiu manter-se na frente, enquanto o alemão era obrigado a uma recuperação que o levaria a subir de sexto lugar ao segundo posto.

Primeiro o alemão deixou para trás Raikkonen, depois atacou Daniel Ricciardo, até passar Max Verstappen, quando este teve problemas de pneus, assegurando o segundo posto final.

Ainda que sendo obrigado a trocar de pneus perto do final, o holandês da Red Bull foi o piloto do dia, porque chegou ao pódio depois de ter partido do fim da grelha. Tal como Hamilton Verstappen foi beneficiado pela situação de ‘safety car’ para ganhar imensas posições, contrariamente a Ricciardo, que viria a terminar ‘colado’ ao seu companheiro de equipa na quarta posição.

Raikkonen conseguiu ter um primeiro terço da corrida mais positivo que o último, não conseguindo acompanhar Vettel, queixando-se de um Ferrari muito instável para terminar em quinto, com Valtteri Bottas ‘colado’ à sua traseira.

O finlandês da Mercedes cometeu um erro no começo da prova que o fez perder muitos lugares, obrigando-o a uma enorme recuperação na segunda metade da corrida que lhe proporcionou a sexta posição final. Muito pouco para quem largava de terceiro na grelha.

Destaque ainda para o sétimo lugar de Carlos Sainz Jr, mercê de uma estratégia diferente – trocou pneus logo na volta inicial – e também de uma grande consistência, e também para o oitavo posto de Kevin Magnussen, que na fase final da prova conseguiu deixar para trás dos Force India de Sergio Perez e Esteban Ocon, confirmando que os Haas são competitivos e só por mero azar não pontuaram na Austrália.

Classificação

1º Lewis Hamilton (Merceces) 1h37,160s

2º Sebastian Vettel (Ferrari) + 6,250s

3º Max Verstappen (Red Bul) + 45,192s

4º Daniel Ricciardo (Red Bull) + 46,035s

5º Kimi Raikkonen (Ferrari) + 48,076s

6º Valtteri Bottas (Mercedes) + 48,808s

7º Carlos Sainz Jr (Toro Rosso) + 24,085s

8º Kevin Magnussen (Haas) + 1 volta

9º Sergio Perez (Force India) + 1 volta

10º Esteban Ocon (Forca India) + 1 volta

Mais partilhadas da semana

Subir