Educação

Escolas continuarão a distribuir leite achocolatado “por vontade do Parlamento”

A proposta do PAN para acabar com a distribuição de leite achocolatado às crianças do ensino pré-escolar e do 1.º ciclo do ensino básico foi rejeitada. Em causa está a elevada quantidade de açúcar e gordura presente naqueles produtos.

Em reunião plenária, os deputados chumbaram, nesta quinta-feira, a recomendação do partido Pessoas-Animais-Natureza (PAN) que pretendia retirar o leite achocolatado da distribuição nas escolas.

Aos votos contra do PS e do PSD juntou-se a abstenção do PCP, com as restantes bancadas a votarem a favor.

“O leite achocolatado tem elevadas quantidades de açúcar e gordura. O seu fornecimento nas escolas transmite à população a ideia de que é saudável, o que leva famílias ao engano e a adquirirem leite com ainda mais açúcar e gordura no supermercado. Assim continuará por vontade do Parlamento”, lamenta o PAN, já depois da votação, numa publicação no Facebook.

O deputado André Silva tinha feito uma exposição no Parlamento, onde comparou o leite achocolatado com refrigerantes e leite branco. Recorde aqui esse momento.

Receba esta e outras notícias virais no seu e-mail todos os dias!


Patrocinado

Newsletters PT Jornal

O que quer receber?

Mais partilhadas da semana

Subir
error: