Mundo

Corpo de Maëlys encontrado

O procurador francês responsável pelo caso de Maëlys de Araújo revelou há minutos que foi encontrado o corpo da menina lusodescendente.

A descoberta só foi possível porque o autor confesso do rapto, homicídio e ocultação da cadáver da criança mudou de comportamento e passou a colaborar com as autoridades.

“Nordahl Lelandais disse que matou a criança involuntariamente, embora sem dar qualquer explicação sobre as causas da morte de Maëlys”, acrescentou o procurador, Jean-Yves Coquillat.

Os restos mortais foram enterrados pelo ex-militar no monte Chartreuse, com Nordahl Lelandais a regressar ao local do casamento para evitar levantar suspeitas.

A confissão de Nordahl Lelandais, após vários meses a negar a autoria dos crimes, deveu-se à má limpeza da bagageira do Audi A3: apesar dos esforços do suspeito, foram encontradas gotas de sangue, que as análises comprovaram ser da criança lusodescendente.

O procurador Jean-Yves Coquillat não adiantou mais detalhes sobre o caso, com as autoridades a marcarem uma conferência de Imprensa para o final da tarde de hoje.

Maëlys de Araújo, que tinha 9 anos, estava desaparecida desde 27 de agosto do ano passado, tendo sido vista pela última vez numa festa de casamento, em Pont-de-Beauvoisin.

Mais partilhadas da semana

Subir