Clube dos Pensadores

Assunção Cristas no Clube dos Pensadores a 2 de maio

assunção cristasCerca de quatro anos depois, Assunção Cristas regressa ao Clube dos Pensadores, para mais uma debate, agora como líder do CDS-PP. A conversa com a sucessora de Paulo Portas decorre no Hotel Holiday Inn, em Vila Nova de Gaia..

Joaquim Jorge, fundador do Clube dos Pensadores, convidou Assunção Cristas, para estar presente, dia 2 de maio, às 21h30, no Hotel Holiday Inn, em Vila Nova de Gaia.

É um regresso de Assunção Cristas ao palco de debate deste movimento cívico, mas em contexto diferente. Em 2012, era ministra da Agricultura, Mar, Ambiente e Ordenamento do Território, agora assumiu a liderança do partido, depois da saída de Paulo Portas.

No Governo liderado por Pedro Passos Coelho, uma sondagem ‘elegeu’ Assunção Cristas como a ministra mais popular, de entre todos os elementos do elenco governativo. E com uma nota positiva dada pelos portugueses. Agora, na presidência do CDS, há novos desafios que se colocam.

Deputada, advogada e ex-professora universitária, Assunção Cristas ascendeu à liderança do CDS-PP de uma forma pacífica e consensual. A influência de Paulo Portas, como figura tutelar para evitar divisões internas, assegurou um partido coeso e unido para o futuro.

Os centristas definiram como estratégia trilhar o seu próprio caminho, no ponto final de um longo período de coligação com o PSD, no executivo liderado por Pedro Passos Coelho.

O CDS-PP não quer ficar para trás na oposição e tem apresentado medidas alternativas à do governo liderado por António Costa. Entre as propostas estudadas pelo CDS, destacam-se o programa de combate ao desemprego de  longa duração, a nova reforma laboral, a introdução de uma regra de caducidade automática (‘sunset clause’) na burocracia imposta pelo Estado nas atividades económicas, a promoção da conciliação entre a vida familiar e o trabalho com mudança na relação laboral e nos incentivos fiscais às empresas que adotem soluções favoráveis às famílias, entre outras.

Verifica-se uma posição política que pode ser entendida como mais próxima de António Costa. Os vários elogios no Parlamento ao CDS, quer de António Costa, quer de Carlos César, são um sinal para fazer ver à esquerda que pode haver uma alternativa à direita e deixar o PSD isolado.

Depois do Congresso, em que foi eleita, em meados de março, Assunção Crista vai procurar arrumar a casa. Reuniu os órgãos nacionais: a comissão política e o conselho nacional. Começou a preparar-se para a primeira prova de fogo que são as regionais dos Açores em outubro de 2016, e a seguir, as eleições autárquicas de 2017. O CDS quer candidatos próprios nas autárquicas.

Vai abordar todas estas questões neste debate, que se adivinha interessante, de uma das mais palpitantes personalidades do panorama político nacional.

Em 2016, o Clube dos Pensadores, já recebeua candidata presidencial do Bloco de Esquerda, Marisa Matias; Nuno Melo, eurodeputado do CDS; e Daniel Bessa, economista, pelo seu 10.º aniversário.

Está a encetar diligências para receber a curto prazo Rui Rio, ex-autarca, e Catarina Martins, líder do Bloco. Já Pedro Passos Coelho mostrou disponibilidade para falar com Joaquim Jorge e programar uma oportunidade.


Patrocinado

Newsletters PT Jornal

O que quer receber?

Mais partilhadas da semana

Subir