Motociclismo

Vitória tirada ‘a ferros’ deixa Miguel Oliveira na liderança do Moto2

Miguel Oliveira não podia pedir mais. Largando de quarto o piloto português da KTM chegou à liderança, que teve de defender dos ataques de Luca Marini, mas acabou por vencer o Grande Prémio da República Checa de Moto 2.

O triunfo de Oliveira ‘catapultou-o’ para a liderança do Campeonato do Mundo, já que o seu grande rival, Francesco Bagnaia, terminou apenas na quarta posição, ainda que o italiano tenha chegado a passar pela liderança da corrida quando esta entrou no seu último terço.

No entanto Bagnaia não conseguiria manter-se na frente da prova, depois de um Lorenzo Baldassari em ascensão ter conseguido tirar o piloto da Kalex # 42 da liderança. Depois do piloto da VR46 ter passado para o comando seguido pelo seu companheiro de equipa, Luca Marini, que tinha largado da ‘pole position’.

Os pneus jogavam papel decisivo, e nesse particular Marini pareceu levar vantagem sobre os seus adversários. Isso explica porque nas últimas voltas o jovem transalpino foi o grande rival de Miguel Oliveira. Por várias vezes os dois pilotos se revezaram no comando, mas o português encontrou sempre forma de responder ao italiano, e a duas curvas do fim conseguiu passar definitivamente para a primeira posição, acabando por somar a sua segunda vitória da época.

Classificação final

1º Miguel Oliveira (KTM) 39m22,324s

2º Luca Marini (Kalex) + 0070s

3º Francesco Bagnaia (Kalex) + 0,525s

4º Lorenzo Baldassarri (Kalex) + 0,745s

5º Xavi Vierge (Kalex) + 3,362

6º Brad Binder (KTM) + 3,643s

7º Marcel Schrotter (Kalex) + 3,694s

8º Jorge Navarro (Kalex) + 3,728s

9º San Lowes (KTM) + 4,038s

10º Mattia Pasini (Kalex) + 5,030s

396Shares

Mais partilhadas da semana

Subir