Ciência

Um anel em Marte? Saturno vai ficar com inveja

Um dia, Marte vai ter anéis, tal como os de Saturno e Júpiter. A previsão é dos cientistas da Universidade de Berkeley, nos EUA, que revelaram os argumentos num estudo agora publicado pela revista Nature Geoscience.

Serão precisas apenas seis semanas para o anel se formar: porém, será preciso aguardar dezenas de milhões de anos para que as condições necessárias ao fenómeno estejam reunidas.

Em causa está a futura implosão da maior lua de Marte. Phobos ‘caminha’ a um ritmo de dois metros a cada cem anos rumo ao planeta (os cálculos são da NASA), devido à força da gravidade.

Num período de entre 20 a 40 milhões de anos, a gravidade será tão intensa que Phobos vai desfazer-se. Os fragmentos ficarão então na órbita do ‘planeta vermelho’, durante milhões de anos.

A teoria da desintegração, explicaram ainda os investigadores, é baseada nas fraturas e nos poros que existem na massa de Phobos, uma lua com 22 quilómetros de diâmetro.

A dado momento, segundo Benjamin Black e Tushar Mittal (da Universidade de Berkeley), bastarão seis semanas para que os fragmentos se agrupem numa cintura à volta de Marte, acabando por formar anéis semelhantes ao que rodeiam Saturno.

Será como partir uma barra de cereais, exemplificaram os cientistas: embora possam cair alguns pedaços maiores (que atingirão a superfície de Marte), a barra vai desfazer-se em migalhas.

5Shares

Mais partilhadas da semana

Subir