Motores

Tanak cauteloso quanto ao título mundial

A segunda vitória no Rali da Finlândia deixou Ott Tanak muito contente, mas não eufórico, já que para si o título mundial da especialidade está longe de ser uma certeza.

É verdade que o triunfo no país dos mil lagos deu ao piloto estónio da Toyota uma pontuação máxima, tendo agora uma vantagem no comando do Campeonato do Mundo de Ralis de 22 pontos sobre Sebastien Ogier e de 25 sobre Thierry Neuville.

Tanak está num momento de forma incrível, tendo ganho três das últimas quatro provas e se não fosse ter danificado a direção do seu Yaris WRC na Sardenha (em junho) e provavelmente teria também somado o triunfo na prova italiana do ‘Mundial’.

As duas próximas provas do campeonato, Alemanha e Turquia, são eventos que o piloto do Báltico venceu no ano passado, mas sabe muito bem que Ogier e Neuville farão tudo para mitigar o terreno perdido na Finlândia.

“Neste fim de semana tive uma prova perfeita e por isso marquei o máximo de pontos, mas há ainda cinco eventos pela frente, por isso falta muito para isto terminar. Nada é garantido neste momento e sei que os outros são muito competitivos noutras provas”, sublinha Ott Tanak.

O piloto da Estónia toma a prova finlandesa como exemplo do que os seus rivais podem fazer na fase final dos ralis: “Vimos este fim de semana que os nossos opositores aumentaram o seu andamento. Diria que a Hyundai foi especialmente forte. Normalmente estariam em dificuldades aqui, mas o que eles fizeram foi impressionante, por isso devemos continuar a dar o máximo também”.

“Conheço Thierry e Seb muito bem para saber que eles irão até ao limite. Quando mais perto estiver deles mais eles vão forçar o andamento, por isso temos de continuar a trabalhar”, acrescenta Ott Tanak, que pela frente tem ainda pela frente cinco provas onde estão 150 pontos em jogo.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir