Fórmula 1

“Se houver menos provas todos vão ser mais audazes” defende Charles Leclerc

Charles Leclerc é favorável a um calendário de Fórmula 1 mais concentrado em 2020.

A atual situação de pandemia com coronavirus levou os responsáveis pela competição a admitirem menos corridas este ano.

Para o monegasco da Ferrari diz que um campeonato mais curto não significa que seja menos interessante: “Se houver menos provas todos vão ser mais audazes. Poderão haver surpresas e a competição pode revelar-se ainda mais excitante para quem assiste”.

Fala-se que o calendário de F1 poderá ter apenas oito provas – o mínimo para se atribuir os títulos de pilotos e construtores, sendo que a Mercedes e Lewis Hamilton continuam a ser favoritos nesse cenário. “Será duro batê-los mas vamos correr riscos com a estratégia ou com manobras de ultrapassagem. Pelo menos é o que espero”, diz Leclerc.

Sobre a possível de realização de várias provas no mesmo local, o monegasco é pragmático: “Podemos sempre interrogar a equidade deste desporto, mas o mais importante é fazer o melhor que for possível tendo em conta a situação. Li coisas como a possibilidade de fazer-se a pista em sentido contrário. Isso seria interessante. Teríamos de reaprender o traçado desde o começo. Já fiz isso no karting, e é como rodar noutro circuito. Iria apimentar as coisas”.

0Shares

Em destaque

Subir