Desporto

Portugueses à conquista da Liga da China

Arranca hoje a Superliga da China (CSL, no acrónimo internacional), um campeonato de pouco valor desportivo mas que tem injetado rios de dinheiro.

E há vários portugueses a tentarem a sorte no ‘império do meio’, uns com ambições mais comedidas, outros com o desejo expresso de serem… campeões.

É o caso de Vítor Pereira, treinador bicampeão português pelo FC Porto.

O técnico substituiu outro colega campeão pelos dragões (André Villas-Boas) no Shanghai SIPG, o principal candidato a destronar o heptacampeão Guangzhou Evergrande.

A estrela do plantel às ordens de Vítor Pereira é outro velho conhecido portista, o internacional brasileiro Hulk.

Outro treinador português que se estreia na CSL esta época é Paulo Bento.

O antigo selecionador nacional orienta uma equipa de valor bem inferior ao Shanghai SIPG, o Chongquing Dangiai Lifan.

Também Paulo Sousa rumou à China, para assumir o comando técnico do Tianjin Quanjian.

Às ordens do antigo treinador da Fiorentina está, entre outros, o belga Alex Witsel, bem conhecido dos benfiquistas.

Mas há mais portugueses atraídos pelos salários de um campeonato que está a pagar bem, muito bem por estrelas internacionais, de forma a elevar o nível competitivo.

É o caso de José Fonte, o central campeão europeu que assinou pelo Dalian Yifang, emblema recém promovido à CSL.

E quando vai um português, vão logo dois, como aconteceu no Henan, que conta para esta temporada com Ricardo Vaz Tê e Orlando Sá.

Agora, é esperar que a bola comece a rolar e no final da época… fazem-se as contas.

Mais partilhadas da semana

Subir