Economia

Portugal com quarta maior quebra homóloga no desemprego em maio

A taxa de desemprego homóloga recuou em maio para os 8,4 por cento na zona euro e para os 7,0 por cento a União Europeia (UE), com Portugal a registar a quarta maior quebra entre os Estados-membros, segundo o Eurostat.

A taxa de desemprego recuou, em maio, para os 8,4 por cento na zona euro, face aos 9,2 por cento do mesmo mês de 2017, e na UE para os 7,0 por cento, que se compara à de 7,7 por cento homóloga.

Face a abril, o indicador manteve-se estável em ambas as zonas.

Segundo o gabinete de estatísticas da UE, o maior recuo homólogo na taxa de desemprego foi observado em Chipre (de 11,4 por cento para 8,4 por cento), na Croácia (de 11,3 por cento para 8,9 por cento), na Grécia (de 22,1 por cento para 20,1 por cento, em março) e em Portugal (de 9,2 por cento para 7,3 por cento).

Em maio, as menores taxas de desemprego foram registadas na República Checa (2,3 por cento) e na Alemanha (3,4 por cento) e as mais altas na Grécia (20,1 por cento em maio) e em Espanha (15,8 por cento).

Em Portugal, a taxa de desemprego de 7,3 por cento regista um recuo em termos homólogos (9,2 por cento em maio de 2017) e uma subida face aos 7,2 por cento de abril.

11Shares

Mais partilhadas da semana

Subir