Nas Notícias

Pelo menos dois feridos após explosão de várias bombas caseiras em Banguecoque

Pelo menos duas pessoas ficaram hoje feridas depois de uma bomba caseira ter explodido numa avenida de Banguecoque, onde decorre uma reunião de chefes da diplomacia da Associação de Nações do Sudeste Asiático (ASEAN).

Outros dois explosivos foram detonados em diferentes locais da capital, sem causar ferimentos, segundo as autoridades.

O primeiro-ministro tailandês, Prayut Chan-O-Cha, já “foi informado dos bombardeamentos” e ordenou uma “investigação imediata”, indicou a porta-voz do Governo, Narumon Pinyosinwat, acrescentando que “as medidas de segurança foram reforçadas”.

Um porta-voz da polícia disse que pelo menos duas pessoas ficaram feridas quando um engenho caseiro explodiu na avenida Rama 9, num incidente que as autoridades pensam estar relacionado com confrontos entre grupos de estudantes.

Outras bombas de “baixa potência” explodiram no complexo governamental de Chaeng Wattana e na paragem de metro de Chong Nonsi, sem causar ferimentos, de acordo com as primeiras investigações.

As explosões ocorreram um dia depois de uma ameaça de bomba em frente à sede da polícia em Banguecoque, onde decorre uma reunião dos ministros dos Negócios Estrangeiros dos países-membros da Associação de Nações do Sudeste Asiático (ASEAN) e outros parceiros externos (EUA, China e União Europeia), que termina hoje.

Em comunicado, o Governo tailandês pediu ao público que evite cenas de pânico e à imprensa para não tirar conclusões precipitadas.

Mais partilhadas da semana

Subir