Nas Notícias

Número de desempregados com subsídio baixou 10,5% em março para os 188.210

O número de desempregados a receber subsídios caiu 10,5 por cento em março, face ao mesmo mês do ano passado, e desceu 1,3 por cento relativamente a fevereiro, para os 188.210, divulgou hoje a Segurança Social.

De acordo com os dados mensais da Segurança Social, o número de beneficiários do subsídio de desemprego foi de 151.330 em março, menos 8,4 por cento (13.804 pessoas) do que no mês homólogo de 2017 e menos 2,1 por cento (3.264 pessoas) do que em fevereiro.

Em março deste ano o subsídio social de desemprego inicial abrangeu 9.291 indivíduos, menos 15,6 por cento (1.821 desempregados) face a março de 2017 e menos 5,1 por cento (504 desempregados) relativamente fevereiro.

O número de desempregados com subsídio social de desemprego subsequente foi de 23.933, o que corresponde a menos 8.184 subsídios em termos homólogos (queda de 15,6 por cento) e mais 133 relativamente a fevereiro (aumento de 0,6 por cento).

O valor médio do subsídio em março foi de 485,60 euros.

Segundo os dados da Segurança Social, o prolongamento do subsídio social desemprego abrangeu 26 indivíduos em março, menos 14 em termos homólogos e menos três relativamente a fevereiro.

A medida extraordinária de apoio aos desempregados de longa duração foi atribuída a 4.734 pessoas, ou seja, mais 1.751 do que em março do ano passado e mais 1.532 pessoas do que em fevereiro deste ano.

O número de desempregados inscritos nos centros de emprego baixou 16,6 por cento em março, face a igual mês de 2017, para 393.335 pessoas, caindo 2,8 por cento face ao mês anterior, segundo dados divulgados pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) na quinta-feira.

De acordo com a série longa do instituto, é preciso recuar a agosto de 2008 para encontrar um valor mais baixo do que aquele que foi apurado em março deste ano.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir