Economia

Novos ventos no Japão: Em cinco anos a energia eólica tem de triplicar

japao energia eolicaO nuclear já era. O Japão tem apostado cada vez mais nas energias limpas e acaba de apresentar um projeto ambicioso para os próximos cinco anos. Até 2020, o ‘império do sol’ quer triplicar a produção de energia eólica, graças a um investimento de 60 milhões de ienes.

Novos ventos sopram na potência asiática desde o desastre nuclear de Fukushima (11 de março de 2011), que levou ao acelerar do ‘desligar’ da opção nuclear e a um aumento da produção de energias limpas.

É ainda com a memória de Fukushima que o ‘império do sol’ avança agora com um ambicioso plano de produção de energia eólica.

De acordo com o jornal económico Nikkei, a meta do Japão é aumentar a produção de energia eólica nos próximos cinco anos, ao ponto de em 2020 ser o triplo da atual.

Para isso, os investimentos da Eurus Energy Holdings e da J-Power devem rondar os 60 mil milhões de ienes, cerca de 478 milhões de euros.

Refira-se que uma das empresas que constituiu a Eurus é a Tokyo Electric Power (TEPCO), a mesma que operava a central de Fukushima onde ocorreu o desastre de 2011.

Ainda citando o diário Nikkei, só a Eurus planeia aumentar a capacidade de produção de energia eólica em 200 mil quilowatts, de forma a conseguir produzir 850 mil quilowatts em 2020.

1Shares

Mais partilhadas da semana

Subir