Nas Notícias

“Não estamos a terminar nada. Vírus é extremamente inteligente, não podemos desmobilizar”

A diretora-geral da Saúde disse hoje que o surto de covid-19 não vai durar uma quinzena ou dois ou três meses, mas o tempo que tardar até haver uma vacina, e que os portugueses têm de continuar mobilizados.

“Os portugueses têm de entender que não estamos a terminar nada, estamos só a iniciar um percurso, depende de nós contrariar a atividade de um vírus que é extremamente inteligente, extremamente agressivo, quer na forma como se transmite, quer na forma como pode originar doença grave. Não podemos desmobilizar”, disse Graça Freitas, na conferência de imprensa que se seguiu à divulgação dos números mais recentes sobre a doença covid-19 em Portugal.

Segundo a diretora-geral da Saúde, é necessário “interiorizar que isto não é coisa de uma quinzena, de dois ou três meses, até haver uma vacina esta situação vai durar meses”.

Portugal regista hoje 119 mortes associadas à covid-19, mais 19 do que no sábado, e 5.962 infetados (mais 792), segundo o boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir