Economia

“Mudança estratégica” na Microsoft implica fecho das lojas físicas

A Microsoft vai realizar uma “mudança estratégica nas operações de retalho”, encerrando a grande maioria das lojas físicas.

Em comunicado, a tecnológica revelou que vai apenas manter os centros Microsoft Experience em Londres, Nova Iorque, Sidney e Redmond, embora com uma “reinvenção” dos espaços.

Devido à pandemia, as 83 lojas que a Microsoft tem no mundo (71 delas nos EUA) foram encerradas no final de março, devido à pandemia de covid-19.

As equipas de retalho vão passar a “a atender clientes a partir das instalações” da Microsoft, fornecendo “vendas, formação e suporte”.

A empresa “continuará a investir” nas lojas online (Zbox e Windows), nas quais responde a mais de 1200 milhões de pessoas por mês em 190 mercados.

“As nossas vendas cresceram online à medida que o nosso portefólio de produtos evolui para ofertas amplamente digitais”, explicou o vice-presidente ‘corporate’, David Porter, no comunicado emitido pela empresa.

“Agradecemos aos clientes da Microsoft Store [lojas] e esperamos continuar a servi-los online e com a nossa equipa de vendas de retalho nas nossas instalações corporativas”, finalizou.

0Shares

Em destaque

Subir