Motociclismo

MotoGP: Marc Marquez novamente mais rápido nos testes de Sepang

marc marquez 8marc marquez 600 6Tal como na véspera, Marc Marquez foi o mais veloz no primeiro dia de testes de MotoGP, que esta quarta-feira se realizaram no circuito de Sepang, na Malásia. O campeão do Mundo efetuou uma volta em 1m59,926s, superando em mais de quatro décimas o seu companheiro de equipa Dani Pedrosa.

Marquez quebrou a barreira dos dois minutos pouco antes da pausa para almoço, após o qual houve mudanças substancialmente inferiores nos tempos por volta.

Fica por saber se o jovem espanhol da Honda conseguirá bater a marca conseguida por Casey Stoner na pré-temporada de 2012, quando o australiano rodou em 1m59,607s no traçado malaio, também aos comandos de uma máquina da marca japonesa.

Stefan Bradl causou alguma surpresa ao bater o melhor piloto oficial da Yamaha, que voltou a ser Valentino Rossi. O alemão da LCR Honda foi apenas três milésimas mais lento do que Pedrosa, embora tanto Rossi como Jorge Lorenzo se tenham empenhado mais e alterações.

A Yamaha trabalhou na configuração das suas motos na tentativa de melhorar o consumo, por via dos regulamentos que limitam em mais um litro para apenas 20 para uma distância de corrida. E talvez por isso Aleix Esparagó tenha conseguido ser também mais veloz do que Lorenzo.

“Estou muito contente. É bom estar de regresso ao grupo da frente com Marc e Dani. Melhoramos o nosso tempo por volta em um segundo e, graças aos ajustes na frente da moto, ganhei mais confiança na travagem. Sabíamos que o nosso potencial era melhor e hoje fui consistente e rápido”, afirmou Stefan Bradl visivelmente satisfeito com o seu desempenho.

cal crutchlow 600 1As Ducati voltaram a ter prestações modestas, com Andrea Dovizioso a não ir além do 11.º registo, duas posições à frente do seu novo companheiro de equipa, Cal Crutchlow. O inglês completou quase meia centena de voltas e mostrou-se agradado pela forma como se está a adaptar à moto italiana.

“Penso que sou um daqueles pilotos que mais evoluí nos tempos hoje. Ontem estava ainda um pouco ‘enferrujado’ e não me senti muito confortável na moto. Estamos a GP14 durante todo o dia e fizemos alguns ajustes que não pudemos experimentar devidamente ontem. Acho que estamos a ir na direção certa”, revelou o piloto da ilha de Man.

Mais partilhadas da semana

Subir