Motociclismo

Miguel Oliveira contente com a qualificação mas triste com acidente no quarto treino em Oschersleben

Mais do que a posição em que Miguel Oliveira vai largar para a corrida de amanhã no Grande Prémio da Alemanha de MotoGP acaba por ser

O piloto português da Red Bull KTM Tech 3 chegou a liderar a primeira sessão de qualificação, superando efemeramente o campioníssimo Valentino Rossi. Uma situação única em circunstâncias únicas.

Depois Miguel viria a terminar a Q1 entre os dez mais rápidos e irá partir para a prova de domingo da sétima posição da grelha de partida. Mas teria sido um dia quase perfeito se não tivesse tido uma queda no quarto treino livre. Isso acabou por limitar um pouco a sua atuação na qualificação, onde conseguiu como melhor a marca de 1m21,375s.

“Estou mesmo contente com a qualificação que fizemos, mas tive uma queda no quarto treino livre com a primeira mota, que tinha alguns componentes bons. A equipa não pode recuperar a moto número um a tempo, porque não houve tempo suficiente para isso”, conta o piloto de Almada.

Miguel Oliveira refere também: “Tivemos de ‘saltar’ para a segunda moto, que tinha um pouco mais de quilómetros no motor. Tentei apenas o meu melhor e fiquei bastante surpreendido por ser tão rápido. Espero que ter um bom andamento para a corrida amanhã e vou tentar repetir tudo no ‘warm-up’ com a moto número um. Espero encontrar a mesma sensação boa que tive com a moto antes do acidente”.

Mais partilhadas da semana

Subir