Cultura

Mariza dedica novo disco a Amália Rodrigues

A cantora Mariza anunciou que o seu novo disco, a editar no próximo ano, é uma homenagem a Amália Rodrigues (1920-1999), e será, inteiramente, preenchido por reportório amaliano.

As gravações do novo álbum começam no início do próximo ano, e decorrerão entre Lisboa e Rio de Janeiro, cidade onde Amália cantou e fez as primeiras gravações discográficas.

A produção estará a cargo de Jaques Morelenbaum, responsável também pelos arranjos e direção de orquestra. O músico brasileiro foi o produtor do disco triplo-platinado “Transparente” e acompanhou Mariza em vários espetáculos, nomeadamente no Royal Albert Hall, em Londres, e no concerto realizado nos jardins da Torre em Belém, em Lisboa, que deu origem ao CD “Concerto em Lisboa”.

Mariza, desde o seu primeiro álbum “Fado em mim” (2001), em que gravou um poema de Amália, “Ò Gente da Minha Terras”, tem gravado temas criados pela fadista, como “Maria Lisboa”, “Primavera”, “Oiça lá ó Senhor Vinho”, “É ou não É”, “Há Palavras que nos Beijam” ou “Estranha Forma de Vida”.

Referindo-se ao próximo álbum, Mariza afirma: “Este é um disco que idealizava há já algum tempo. Amália está presente nas nossas vidas. É uma inspiração maior, não só para mim, mas para tantos artistas portugueses e ainda muitos outros internacionais, assim como para todos os portugueses. Como diria o grande António Variações: ‘Todos nós temos Amália na voz’. No ano em que completo duas décadas de carreira sinto que esta é a melhor forma de homenagear e agradecer todo o legado e inspiração que nos deixou”.

Em declarações à agência Lusa, em 2016, Mariza realçou o “muito bom gosto de Amália na escolha de repertório”, que considerou ser quase impossível de não recriar.

O novo trabalho de Mariza, previsto para 2020, sucederá ao disco homónimo que “se mantém há mais de 80 semanas no Top Nacional de vendas, que liderou várias semanas”, segundo a Warner Music.

O álbum “Mariza”, no qual gravou “Oração”, um poema de sua autoria, foi eleito o melhor disco de World Music da Europa pela revista britânica “Songlines” e contou com uma nomeação aos Grammys Latinos.

Mariza tem colecionado distinções e galardões um pouco por todo o mundo e foi recentemente distinguida com o título de Mestre da Música Mediterrânea, pela Universidade Berklee College of Music, de Boston, nos Estados Unidos.

Mariza recebeu já o Prémio BBC Radio 3, na categoria de Melhor Artista da Europa de World Music, o prémio da crítica alemã, Deutscheschalplatten Kritik (2003), assim como com o European Border Breakers Award (2004), o Prémio Amália Internacional (2005) e a Medalha de Vermeil, da Sociedade de Artes Ciências e Letras de França (2008).

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir