Insólito

Gato desaparecido na Noruega aparece na ilha da Islândia

Puss não é um gato comum: é um herdeiro dos vikings, os primeiros europeus a chegarem à ilha da Islândia. Duas semanas depois de desaparecer na Noruega, o gato Puss foi encontrado no outro lado do mar, na Islândia.

A pacata cidade de Ålesund, na Noruega, ficou em polvorosa no início de junho. Um gato caseiro de 7 anos, poucas vezes visto distante do sofá, tinha desaparecido.

Durante dias, os vizinhos vasculharam jardins e garagens, à procura do Puss.

Sem sucesso. O gato estava desaparecido.

Grete Hove, a dona, fez o habitual.

“Metia-me pelas ruas a chamar por ele, afixei cartazes, publiquei avisos nas redes sociais, pedi a vizinhos para me ajudarem a procurá-lo”, contou.

Duas semanas depois, chegou uma mensagem a um grupo do Facebook dedicado a animais desaparecidos. Um casal da Islândia anunciava que o gato estava… na ilha.

Puss, o gato que passava a vida no sofá, tinha atravessado o Mar da Noruega, indo do continente para a ilha. Mas como? Era humanamente, perdão, gatamente impossível que o Puss tivesse nadado tamanha distância!

Aldis Gunnarsdóttir e Baldvin Johnsen esclareceram o mistério. A explicação é a mais simples de todas.

Este casal islandês vivia na Noruega, mas tinha regressado à ilha… duas semanas antes.

Durante a mudança, Puss foi inspecionar o sofá dos vizinhos, ficando preso no interior do contentor.

Só quando Gunnarsdóttir e Johnsen abriram o contentor para retirar os móveis, duas semanas mais tarde e na Islândia, é que o assustado e bastante magro gato norueguês foi encontrado.

Com toda esta aventura, Puss mudou de nome: agora chama-se Snorri, o herói guerreiro das sagas islandesas.

Mais partilhadas da semana

Subir