Fórmula 1

Diretor técnico da Williams abandona a equipa no final da época

Rob Smedley, o diretor técnico da Williams, vai deixar a equipa britânica no final da presente temporada de Fórmula 1.

O engenhero britânico tornou-se responsável pela performance da formação de Grove desde o Grande Prémio do Bahrain de 2014, por forma a ajudá-la a sair da crise de resultados em que se encontra.

Terceira no Campeonato do Mundo de Construtores de 2014, a Williams conseguiu ser quinta nas duas épocas seguintes, para depois ‘cair’ abruptamente no ‘ranking’, ocupando atualmente a 10ª posição e última com somente sete pontos marcados.

Smedley, que foi levado para a Williams pela ‘mão’ de Felipe Massa, depois de ter sido seu engenheiro de corrida na Ferrari entre 2006 e 2013, refere que a formação britânica “é uma equipa especial na comunidade da F1”, e que está ciente de com todo o talento que tem “vai fazer coisas melhores”.

O técnico deixou claro que vai deixar a Fórmula 1 nos tempos mais próximos para se dedicar a outros projetos. Para já refere apenas: “Depois de 20 anos neste desporto sinto que é tempo de refletir e considerar a próxima etapa da minha vida. Vou tentar passar mais tempo com a minha família e aproveitar outras oportunidades”.

Já Claire Williams, diretora da formação de Grove, agradeceu os serviços de Rob Smedley, lembrando também como o técnico entrou na equipa: “Rob acordo em juntar-se a nós quando as nossas performances estavam a um nível baixo. Estamos reconhecidos por ele ter visto o potencial da nossa equipa. Foi uma ajuda real no seu cargo, além de que é uma pessoa agradável para se ter na fábrica, que inspira as pessoas”.

Mais partilhadas da semana

Subir