Nas Notícias

Clima: Cientistas do mundo juntam-se na “Comissão da Terra”

Três dos principais cientistas mundiais vão copresidir a uma comissão de especialistas internacionais para identificar riscos e desenvolver um conjunto coerente de objetivos científicos para proteger os sistemas de suporte de vida da Terra.

Johan Rockström, Joyeeta Gupta e Dahe Qin serão os copresidentes da Comissão da Terra, composta por 19 elementos e que foi hoje anunciada pela organização internacional de investigação “Future Earth”, criada há 10 anos e que junta uma rede de cientistas e investigadores na busca de um planeta mais sustentável.

O grupo começa de imediato, para terminar em 2021, uma síntese de conhecimento científico de alto nível sobre os processos biofísicos que regulam a estabilidade da Terra e as metas para assegurar essa estabilidade.

A Comissão também vai estudar as transformações sociais que são necessárias para que o desenvolvimento sustentável alcance essas metas.

O objetivo é que seja criada uma rede de metas científicas, com dirigentes de organizações não governamentais, de forma a que cidades e empresas reduzam o seu impacto e restaurem de novo os oceanos, a água doce e a biodiversidade.

Pretende-se que em 2025 essa seja a prática padrão nas principais empresas e cidades do mundo.

“Os incêndios deste ano na Amazónia, o rápido aquecimento do Ártico, os recifes de coral a morrer e as ondas de calor e inundações sem precedentes por todo o mundo, são os mais claros sinais de que as atividades humanas estão a empurrar o planeta cada vez para mais longe do estado estável de que desfrutamos durante 10.000 anos”, disse Johan Rockström, diretor do Instituto Potsdam de Pesquisa sobre as Alterações Climáticas e copresidente da Future Earth.

A Comissão da Terra e a rede de metas científicas fazem parte da “Global Commons Aliance”, que junta organizações que visam transformar os sistemas económicos de forma a garantir que a Terra continua habitável.

A aliança, lançada em junho, inclui o portal “Earth HQ”, que vai compartilhar o panorama geral de desempenho dos sistemas da Terra e acompanhará os progressos feitos.

Os 19 comissários incluem cientistas de renome em ciência naturais e sociais de 13 países: Argentina, Austrália (2), China (2), França, Alemanha (2), Gana, Índia, Japão, Quénia, Holanda (2), Reino Unido e Estados Unidos (4).

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir