Crónicas

Almas em espelho

Gosto de ti, sentindo o Amor que nos une…

Tão fácil a ilusão derivada da vibração que nos conecta.

Tão fácil Amar almas assim que nos emergem da rotina e nos colocam na frequência dos sonhos a dois.

E por lá sobrevoo, sentindo-nos, observando-nos no que é e no que poderia ser.

Escrevo neste início de outono, com a luz suave que tudo harmoniza e pacífica. Aqui, sentindo o meu corpo em comunhão com o Teu reino marítimo reacendo a verdade do Plano que Tens para mim, encarando a vontade do ego que tanto se ilude.

Que gratidão viver agregada a esta personalidade que tanto “trabalho” me dá a aprimorar quando exposta às vontades terrenas, que mais não servem nos moldes que desejo.

E assim cresço mais e mais até Te Sentir posicionando a minha Essência na imensa liberdade de simplesmente Ser.

Mais uma Alma que por mim se cruza e que tanto me ensina a Amar, aceitando-a, aceitando o percurso desenhado para cada um de nós. E em leveza vamos caminhando pela estrada terrestre com toda a consciência já conquistada.

Em Amor pela vida e por tudo já ultrapassado nesta escola em que tanto aprendemos quando despertos.

Mais partilhadas da semana

Subir