Economia

Wall Street encerra a cair infuenciada por subida de taxas de juro

A bolsa nova-iorquina encerrou hoje em baixa, devido ao aumento das taxas de juro, com o Dow Jones Industrial a recuar 0,47 por cento e com o Nasdaq a perder a hipóteses de bater um novo recorde.

Os resultados definitivos da sessão indicam que o seletivo Dow Jones recuou 0,47 por cento, para os 25.201,20 pontos, enquanto o índice alargado S&P500 caiu 0,4 por cento, 2.775,63 pontos.

O tecnológico Nasdaq, onde estão cotadas as principais empresas deste setor, recuou 0,11 por cento, para 7.695,70 pontos.

O índice Nasdaq negociou em terreno positivo quase toda a sessão, acima do recorde registado na terça-feira, mas nos últimos minutos teve uma queda abrupta que fez com que perdesse a oportunidade de alcançar a vigésima marca histórica deste ano.

Por setores, apenas terminaram no verde o dos bens de consumo cíclico (0,13 por cento), enquanto a queda mais importante observou-se com as telecomunicações (-4,49 por cento), o imobiliário (-2,32 por cento).

Das trinta ações cotados no Dow Jones, as maiores subidas ocorreram com os títulos do grupo Walt Disney (1,90 por cento), a Goldman Sachs (0,52 por cento) e a tecnológica Intel (0,38 por cento).

As maiores descidas neste conjunto de ações ocorreram com a empresa de telecomunicações Verizon (-2,89 por cento), a Caterpillar (-1,80 por cento) e a Boeing (-1,79 por cento).

Tal como se esperava, a Reserva Federal (Fed) anunciou hoje o aumento de 0,25 pontos percentuais nas taxas de juro de referência, situando-as entre 1,75 por cento e 2 por cento.

Trata-se do segundo aumento deste ano, mas o banco central indicou que deverá fechar 2018 com outras duas subidas de taxas de juro.

A atenção dos operadores estava hoje dividida entre a subida das taxas de juro por parte da Fed e as repercussões sobre a decisão acerca da fusão entre AT&T e a Time Warner, o que abre a possibilidade de outras operações no setor.

Nos outros mercados, o petróleo fechou com ganhos, nos 66,64 dólares o barril, enquanto o rendimento dos títulos do Tesouro norte-americano a 10 anos registou um ligeiro incremento, para os 2,979 por cento.

O preço do ouro subiu para 1.303,7 dólares a onça e o dólar cedeu terreno face ao euro, transacionando-se nos 1,1789 dólares.

Mais partilhadas da semana

Subir