Bunda Arsaningsih

Remover Apegos

Quando somos ensinados numa educação formal, todos os dias compreendemos algo novo. Quando aprendemos sobre como viver a vida, alguma coisa deveria ser deixada a cada novo dia. A actividade de aprendizagem numa escola ou universidade aumenta o nosso conhecimento, faz-nos ser especialistas para que possamos encontrar subsistência para viver e para incrementar o nosso conhecimento na sociedade. Unicamente os conhecimentos que temos na educação formal não garantem o nosso sucesso ao viver a vida. Os conhecimentos que temos da escola são suficientes para sermos especialistas na nossa área, e para sermos capazes de conviver na nossa sociedade. Podermos comunicar bem porque usamos a mesma linguagem. Podermos fazer bem cálculos porque aprendemos a forma universal de calcular. Aprendemos a regra para nos socializarmos na sociedade universalmente, para que possamos compreender como nos comportarmos bem onde quer que estejamos. Com todas essas lições que recebemos, somos capazes de desenvolver e conseguir rendimentos de acordo com a experiência que temos. A nossa alta potência na educação não garante o nosso sucesso em viver a vida. Na vida real, não é uma garantia de que um Professor Mestrado seja capaz de viver o seu processo de vida com sucesso. No entanto, uma pessoa que só se formou na escola secundária pode ser bem sucedida no seu processo de vida. A medição do sucesso de alguém para viver a vida não é apenas considerada pelo lado material. Sucesso em viver a vida significa que estamos saudáveis fisicamente, mentalmente, emocionalmente, espiritualmente e capazes de viver cheios de amor, sinceridade e paz.

Aprender sobre a vida é diferente de aprender o conhecimento formal. Ao aprender sobre como viver, precisamos de aprender como remover o nosso apego de muitas coisas, como remover as coisas negativas que temos, plenos de consciência. No processo de aprendizagem no ensino formal, temos muitas vezes ego, o espírito de competição surge porque a mensagem da educação formal é para obtermos uma boa nota. Isto leva-nos a criar inveja, arrogância, ganância, desejo de ser sempre o número um, competir para derrubar os outros, mentir para cobrir fraquezas, enganar para obter vantagem individual.

Tudo isto leva-nos a sermos pessoas muito bem mascaradas, mas por dentro, estamos mal.

Desempenhar o papel com a nossa bela máscara vai cansar-nos. No início, pode ser bom, mas com o passar do tempo, sentiremos cansaço e stress.

Iremos começar a sentir desconforto ao desempenhar esse papel. Vamos então começar a entrar em conflito com os outros, porque não somos capazes de esconder a nossa real verdade. “Não importa com que perícia um esquilo salta, às vezes ele cai” (significa dizer: Não importa o quanto alguém é perito na sua especialidade, às vezes erra). Por isso, na aprendizagem da vida, precisamos de ser capazes de remover o nosso pensamento negativo que é armazenado, passo a passo. Precisamos de aprender como remover o apego material, devemos remover o ego, para que possamos ser puros e o propósito da nossa vida que é estarmos unidos a Deus (Realização de Deus) será alcançado. Para nos unir-mos a Deus, temos de harmonizar/ajustar-nos à qualidade de Deus. Purificar-nos da escuridão, de modo que a luz de Deus possa vir até nós. Encha-se de amor, para que o amor de Deus possa fluir sempre para si. E preencha-se com as bênçãos de Deus, para ser sempre um canal de Deus neste universo. Que a nossa alma se liberte da ilusão material, esteja ciente de que o processo de remoção do apego irá purificar a nossa alma para que sejamos dignos de estarmos unidos a Deus.


Patrocinado

Newsletters PT Jornal

O que quer receber?

Mais partilhadas da semana

Subir