Insólito

Falecida “não deixa saudades”, indica o obituário

Um obituário publicado num jornal do Minnesota (EUA) tornou-se viral pela inesperada descrição da falecida. Kathleen Dehmlow partiu e “não deixa saudades”.

A mulher morreu na semana passada, com 80 anos de idade, mas parece que a morte não fui suficiente para aplacar a revolta dos familiares.

Os problemas duravam há mais de meio século. Kathleen Dehmlow casou em 1957 e teve dois filhos (Gina e Jay) com o marido, Dennis.

Em 1962, voltou a engravidar, mas… “do irmão do marido, Lyle Dehmlow”.

Por amor ao cunhado, a mulher mudou-se para a Califórnia, continua a revelar o obituário.

“Abandonou as crianças, Gina e Jay, que foram criadas pelos pais dela”.

Quem ditou o obituário não concorda com o dito popular de que ‘o tempo cura tudo’. Mais de meio século depois, a revolta contra a mulher ainda está bem viva (passe a ironia).

“Faleceu a 31 de maio, em Springfield, e vai agora a julgamento. Não deixa saudades a Gina e Jay, que entendem que este mundo está melhor sem ela”.

Uma foto ao obituário foi publicada no Twitter, dando origem a um aceso debate: deve um jornal publicar ou não um obituário assim?

Mais partilhadas da semana

Subir