Nas Notícias

CTT testam drones para fazer entrega de correio

Os CTT – Correios de Portugal realizaram, durante três dias, testes para entrega de correio por drone. A experiência, organizada pela startup Connect Robotics, foi testada num percurso de três quilómetros, feito em cerca de sete minutos.

Connect Robotics, startup responsável pelo ensaio, já recebeu apoio da Agência Espacial Europeia.

O Centro de Distribuições dos CTT foi o ponto de partida da operação, que terminou na sede da empresa, no Parque das Nações.

Por se tratar de uma área controlada pelo Aeroporto Humberto Delgado, o voo teve apenas uma altitude de 30 metros.

O potencial e a viabilidade da tecnologia estão já em análise pelos decisores da empresa que distribui correspondência por todo o país.

Depois do sucesso da Marmita Voadora – projeto realizado com a Santa Casa da Misericórdia e a Câmara Municipal de Penela – que entregou refeições ao último habitante da aldeia de Podentinhos, a Connect Robotics demonstrou o seu serviço de entregas por drones à CTT.

“O nosso serviço é, sem dúvida, uma mais-valia para a distribuição de cartas ou encomendas. Um drone é mais rápido, mais silencioso, menos dispendioso e ninguém tem de perder tempo para se deslocar. Acreditamos que este será o método mais utilizado para a distribuição de pequena mercadoria, no futuro”, afirma Eduardo Mendes, CEO da Connect Robotics.

Os ensaios com o drone, especialmente desenvolvido pela empresa portuguesa SleekLab, contaram com a autorização da Autoridade Nacional de Aviação Civil.

Incubada no UPTEC – Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto, a Connect Robotics já recebeu apoio do Centro de Incubação de Empresas da Agência Espacial Europeia (ESA BIC Portugal) e do projeto europeu FIWARE (através aceleradora SOUL-FI).


Patrocinado

Apps PT Jornal

Descarregar na App StoreDescarregar do Google Play

Newsletters PT Jornal

Selecione as newsletters

Mais partilhadas da semana

Subir
error: