Nas Notícias

Balsemão processa o primo por declarações sobre caso de Camarate

Francisco Pinto Balsemão revelou que vai processar Alexandre Patrício Gouveia. Em causa estão as declarações do antigo assessor, que é primo em segundo grau do ex-primeiro-ministro, a propósito do caso de Camarate.

São declarações que constam em ‘Francisco Pinto Balsemão – O patrão dos media que foi primeiro-ministro’, biografia escrita por Joaquim Vieira, que também vai ser processado.

“É triste e lamentável que, tantos anos depois, ainda haja quem tome atitudes tão vis e faça acusações tão infames”, afirmou Balsemão.

Em declarações ao Observador, o antigo primeiro-ministro (cargo que assumiu na sequência da morte de Francisco Sá Carneiro, em Camarate) lembrou que a “falsidade” das declarações feitas por Alexandre Patrício Gouveia a Joaquim Vieira “foi, mais do que uma vez, reconhecida pelos tribunais”.

Na biografia de Francisco Pinto Balsemão, o empresário da comunicação social e ex-político é implicado no caso Camarate, o acidente ou atentado que vitimou Francisco Sá Carneiro, Adelino Amaro da Costa e mais cinco pessoas, em 1980.

Segundo Alexandre Patrício Gouveia, o fundador do grupo Impresa saberia do plano, traçado pela CIA, para eliminar Francisco Sá Carneiro,

Balsemão é ainda ‘acusado’ de ter criado obstáculos às investigações a Camarate, assim como de influenciar a linha editorial do Expresso para promover a tese de acidente.

“Os factos imputados por Alexandre Gouveia e reproduzidos por Joaquim Vieira na sua obra, conduzem, inevitavelmente, à depreciação e degradação da imagem e da perceção que a comunidade em geral adota relativamente à pessoa do queixoso, sendo de tal modo graves que ofendem, por conseguinte, a sua honra e a sua consideração pessoal de forma inaceitável e juridicamente censurável”, alegou a defesa de Francisco Pinto Balsemão.

Receba esta e outras notícias virais no seu e-mail todos os dias!


Patrocinado

Newsletters PT Jornal

O que quer receber?

Mais partilhadas da semana

Subir
error: