Mundo

Veganismo evita diabetes nos adultos obesos

Um estudo científico demonstrou que uma dieta baseada em plantas estimula a sensibilidade à insulina nos adultos com sobrepeso, para além de estimular a produção da própria hormona.

É uma notícia desagradável para quem não dispensa o bife ou o fiel amigo bacalhau e do máximo interesse para aqueles que assumiram a missão de ‘ensinar’ os outros a comer melhor: o veganismo previne a diabetes tipo 2.

Os investigadores do Physicians Committee for Responsible Medicine, de Washington (EUA), demonstraram uma dieta baseada em vegetais, legumes e fruta não só contribui para a redução do peso como ainda evita que os adultos com sobrepeso se tornem diabéticos do tipo 2.

“Este estudo tem implicações fundamentais para a prevenção da diabetes”, realçou Hana Kahleova, a autora principal do estudo.

“É também a prova de que uma alimentação saudável pode ser um medicamento”, insistiu a investigadora.

A diabetes tipo 2, um ‘assassino silencioso’ que pode provocar falhas cardíacas, cegueira e falência renal e levar ainda à amputação das pernas, surge quando o organismo não consegue controlar o excesso de glucose no sangue.

O nível de glucose é controlada pela insulina. O estudo demonstrou que uma dieta de vegetais e fruta estimulou uma produção maior da hormona, para além de aumentar a sensibilidade do organismo à insulina.

O ensaio envolveu 75 participantes, todos com excesso de peso e sem historial de diabetes.

Um grupo seguiu uma dieta vegan com pouca gordura ao longo de 16 semanas, com o outro grupo a manter a alimentação habitual.

Mais partilhadas da semana

Subir