Nas Notícias

Presidente egípcio diz que acidente que matou 20 pessoas foi ato terrorista

O Presidente egípcio, Abdel Fattah al-Sisi, disse hoje considerar que o acidente rodoviário que matou pelo menos 20 pessoas no Cairo foi “um ato terrorista”.

Sissi apresentou, nas redes sociais, as suas condolências “ao povo egípcio e às famílias”, referindo que se tratou de “um incidente cobarde de origem terrorista”, atribuído pela polícia ao grupo Hasm, considerado pelas autoridades como próximo da Irmandade Muçulmana.

O acidente foi seguido de uma explosão e, de acordo com o último balanço das autoridades egípcias, matou 20 pessoas e deixou mais de 30 feridas.

O ataque obrigou ainda à evacuação do principal hospital oncológico do país.

Um comunicado do ministério egípcio da Saúde informou que quatro carros colidiram no domingo à noite, provocando uma explosão no exterior do Instituto Nacional do Cancro.

O Ministério do Interior disse depois que o acidente envolveu um carro armadilhado.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir