Mundo

Pelo menos 18 mortos, espezinhados, em tumultos na Índia durante um funeral

espezinhados india 210espezinhados indiaPelo menos 18 pessoas morreram espezinhadas pela multidão em Mumbai, na Índia, e mais de 40 ficaram feridas. Os tumultoes ocorreram quando a multidão estava concentrada em frente à casa onde se realizava o funeral de um líder espiritual muçulmano.

Um ataque de pânico causou pelo menos 18 mortos e mais de 40 feridos em Mumbai, a principal praça financeira da Índia. A multidão que se concentrava para assistir ao funeral de um líder espiritual muçulmano, Syedna Mohammed Burhanuddin, esmagou e espezinhou dezenas de pessoas.

De acordo com a polícia, os tumultos ocorreram logo após a meia-noite, quando as autoridades fecharam os portões da moradia onde se realizada o funeral de Syedna Mohammed Burhanuddin, um líder espiritual que morreu aos 102 anos de idade.

Satyapal Singh, da Polícia de Mumbai, admitiu que nem as autoridades, nem a organização do funeral anteciparam a concentração de tantas pessoas: “os organizadores fecharam os portões, mas a multidão era tão grande que as pessoas começaram a ficar esmagadas. Algumas desmaiaram e, então, as pessoas começaram a correr em pânico e a cair umas por cima das outras”.

Burhanuddin, que estava perto de celebrar o 103.º aniversário e que morreu devido a um ataque cardíaco, era o líder da comunidade Dawoodi Bohra, uma seita xiita do Islão.

Este tipo de incidentes ocorrem com relativa frequência na Índia, um dos países mais populosos do mundo. Ainda no ano passado, em outubro, 115 pessoas morreram esmagadas ou afogadas durante um tumulto semelhante, que ocorreu nas proximidades de um templo hindu no estado de Madhya Pradesh.

Mais partilhadas da semana

Subir