Cultura

Kronos Quartet atua sábado em Sines no último concerto do Terras sem Sombra

O ensemble norte-americano Kronos Quartet, um “marco na música internacional dos séculos XX e XXI”, vai atuar no sábado, em Sines, no Alentejo, no 14.º e último concerto do Festival Terras sem Sombra deste ano.

O concerto “Longe, mas perto: Identidades Musicais Contemporâneas nos Estados Unidos da América” vai decorrer a partir das 21:30, no Centro das Artes de Sines, no distrito de Setúbal, refere a organizadora do festival, a associação Pedra Angular, num comunicado enviado à agência Lusa.

Segundo a associação, o Kronos Quartet vai interpretar “um repertório especialmente pensado para a temática das relações entre a viagem e a música, o fio condutor” do programa do festival deste ano.

O repertório inclui obras de vários autores, como Steve Reich, John Coltrane, Abel Meeropol, George Gershwin, Michael Gordon, Laurie Anderson, Geeshie Wiley e Terry Riley, “em larga medida escritas ou arranjadas para o Kronos Quartet, oferecendo uma panorâmica da música americana do século XX até aos nossos dias, a par de peças da tradição popular anglo-americana”.

Além do concerto, a passagem por Sines e que será a última etapa do Terras sem Sombra deste ano, vai incluir também, no âmbito do seu programa de património e biodiversidade, uma visita ao Farol do Cabo de Sines e a inauguração de uma exposição, no sábado, e uma ação centrada nos recursos piscícolas da costa alentejana, no domingo.

A visita ao farol, “um equipamento pouco conhecido do Alentejo Litoral” e que se avista “a grande distância” e é “uma das marcas da paisagem” local, vai começar às 15:00, seguindo-se, às 17:00, no Centro de Artes de Sines, a inauguração da exposição “Contra a Abstração – Obras da Coleção da Caixa Geral de Depósitos”, com curadoria de Sandra Vieira Jürgens.

A ação no domingo vai decorrer a partir das 09:30 para dar a conhecer a “complementaridade” entre a conservação de espécies selvagens na faixa litoral e a aquacultura desenvolvida nas águas do Porto de Sines.

O 15.º Festival Terras Sem Sombra, sob o título “Sobre a Terra, Sobre o Mar – Viagem e Viagens na Música (Séculos XV-XXI)”, tem os Estados Unidos da América como país convidado e já incluiu concertos, visitas a património e ações de salvaguarda de biodiversidade em 13 concelhos do Alentejo e da região espanhola de Extremadura.

Sines vai acolher no fim de semana o último concerto e as últimas visita a património e ação de salvaguarda da biodiversidade do festival deste ano, que terminará a 19 de outubro com a cerimónia de entrega do Prémio Internacional Terras sem Sombra 2019.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir