Mundo

Finge cancro e angaria 34 mil euros em campanha solidária

Uma mulher australiana fingiu sofrer de cancro nos ovários para lançar uma campanha de angariação de fundos nas redes sociais e juntar 55 mil dólares – cerca de 34 mil euros. Acabou detida depois de uma denúncia anónima.

De acordo com a BBC, Lucy Wieland criou uma campanha de solidariedade para financiar tratamentos médicos a um cancro dos ovários… inexistente.

A mulher, de 27 anos, está a ser acusada de fraude pelas autoridades, depois de uma denúncia anónima ter dado conta do esquema.

Lucy Wieland recorria às redes sociais para mostrar os alegados sintomas que enfrentava, ora com o cabelo rapado, ora com uma máscara de oxigénio.

“Não dormi muito na última noite, mas conseguiu respirar facilmente e relativamente sem dor pela primeira vez esta semana”, acrescentava.

A fraude contemplava uma página na ferramenta de angariação de fundos ‘GoFundMe’, onde conseguiu arrecadar cerca de 34 mil euros.

“As verdadeiras vítimas são as pessoas da comunidade que ouviram as histórias e que a quiseram ajudar”, lamentou o detetive Chris Lawson, da polícia de Queensland.

A plataforma ‘GoFundMe’ baniu a australiana e prometeu devolver as doações a todos os intervenientes.

Lucy Wieland foi libertada sob condição de entregar o passaporte. Está proibida de sair do país e deverá ser presente a julgamento em dezembro.

Mais partilhadas da semana

Subir