Cultura

Festival Impulso leva Conan Osiris e Linda Martini às Caldas da Rainha

Conan Osiris e Linda Martini são os cabeças de cartaz da segunda edição do Festival Impulso, que decorrerá nas Caldas da Rainha entre os dias 23 e 25 de maio, tendo como novidade a realização de residências artísticas.

Conan Osiris, Linda Martini, DJ Marfox, a lake by the moon, Ângela Polícia, Dakoi., Moonjuice e Nádia Schilling foram os nomes anunciados hoje pela organização do Festival Impulso para fecho do cartaz.

Estes artistas juntam-se a nomes que haviam sido confirmados em fevereiro, nomeadamente, Bruno Pernadas, Allen Halloween, HHY & The Macumbas, Lavoisier, Whales e Riding Pânico, Jasmim, Monday, Violet b2b Marum, Iguana Garcia, Sallim, Colónia Calúnia, Melquaiades e Beautify Junkyards.

Lançado em 2018 para celebrar o 15.º aniversário da Licenciatura em Som e Imagem da Escola Superior de Artes e Design (ESAD) das Caldas da Rainha, o Impulso é organizado em parceria por alunos e professores juntando, segundo os organizadores, mais de 50 artistas nacionais em “concertos exposições, ciclos de cinema e conferências em torno do universo das artes e do espetáculo”.

Entre as novidades da segunda edição destaque para o programa das residências artísticas que contará com a participação de com Fred Ferreira, Igor Jesus, João Pimenta Gomes e Pedro Geraldes, “com uma apresentação extraordinária a acontecer logo no primeiro dia de festival”.

No total “são três residências artísticas, três apresentações únicas” numa edição em que será possível assistir a Surma, Tomara, Tiago Bettencourt e Filho da Mãe, Miguel Nicolau, Egbo e Lama.

Na segunda edição o Impulso será marcado pelo “renovado envolvimento com a cidade”, saindo do Centro da Juventude, onde aconteceu o ano passado, para se instalar no Parque D. Carlos I.

Novidade será também uma parceria com o DocLisboa, que permitirá, durante os dias do festival, que sejam exibidos na ESAD das Caldas da Rainha vários filmes premiados das últimas edições daquele festival de cinema dedicado ao documentário.

“Três palcos e três dias repletos de música, conferências, exposições e cinema, privilegiando a mostra de projetos ora estabelecidos, ora emergentes e, abrindo portas à colaboração e partilha artística” é a proposta da organização para as datas do festival.

Mas antes, “em jeito de aquecimento”, terá lugar no dia 13, o primeiro “Warmup Impulso”, na Stereogun, em Leiria, com as atuações de Memória de Peixe, Hangloser, Rakuun e o DJ ‘set’ de Straycat vs Strange.

A organização anunciará posteriormente outros eventos em Lisboa e nas Caldas da Rainha.

O bilhete diário para o festival tem um custo de 15 euros e o passe para os três dias custa 40 euros.

Mais partilhadas da semana

Subir