Local

Descarrilamento do elétrico 25 em Lisboa deveu-se a erro humano

O descarrilamento do elétrico da carreira 25, em Lisboa, que causou dezenas feridos ligeiros, deveu-se a “erro humano”, não tendo o guarda-freio respeitado sinalização específica, nem acionado de “forma correta” os sistemas de frenagem, concluiu a Comissão de Inquérito.

“O acidente não pode ser justificado por anomalias no veículo, tendo-se provado que os respetivos sistemas de frenagem estavam em perfeitas condições de funcionamento”, referem as principais conclusões do inquérito ao acidente de 14 de dezembro divulgadas hoje pela Carris.

A Comissão de Inquérito concluiu que “o acidente ocorreu por erro humano, não tendo o guarda-freio respeitado sinalização específica existente na Rua S. Domingos à Lapa, e não tendo posteriormente acionado de forma correta os sistemas de frenagem disponíveis no elétrico”.

11Shares

Mais partilhadas da semana

Subir