Nas Notícias

Beneficiários de prestações de desemprego caem 5,9% em março

O número total de beneficiários de prestações de desemprego foi de 177.130 em março, uma redução de 5,9 por cento face ao período homólogo e de 3,1 por cento comparando com o mês anterior, indicam as estatísticas mensais da Segurança Social.

Em março registaram-se assim menos 11.080 prestações de desemprego relativamente ao mesmo mês do ano passado e menos 5.671 face ao mês anterior.

O subsídio de desemprego foi atribuído a 146.296 pessoas em março, uma queda homóloga de 3,3 por cento (menos 5.004 subsídios) e uma redução de 3,4 por cento em cadeia (menos 5.159).

Também o subsídio social de desemprego inicial registou uma redução de 13,1 por cento em termos homólogos e de 4,9 por cento comparando com fevereiro, tendo sido processados 8.076 subsídios em março.

Já o subsídio social de desemprego subsequente abrangeu 21.569 pessoas, diminuindo 9,9 por cento comparativamente com o período homólogo, mas registando uma ligeira subida de 0,1 por cento face ao mês anterior.

A medida extraordinária de apoio aos desempregados de longa duração incluiu 2.231 pessoas em março, menos 2.503 (52,9 por cento) em termos homólogos e menos 34 indivíduos (1,5 por cento) considerando fevereiro.

O valor médio mensal do subsídio processado por beneficiário foi de 494,2 euros em março, um aumento de 1,4 por cento face ao mês homólogo e uma redução de 0,6 por cento em cadeia.

Quanto ao subsídio por doença, em março foram atribuídas 145.105 prestações, 60 por cento das quais a mulheres e 39,8 por cento a homens.

Comparando com o mesmo mês de 2018, registou-se uma redução de 3 por cento no número de subsídios por doença. Também face ao mês anterior houve uma queda de 15,2 por cento no total de beneficiários.

As estatísticas da Segurança Social mostram ainda que em março foram processadas 2.030.587 pensões de velhice, uma redução tanto homóloga como mensal de 0,3 por cento. Por sexo, as mulheres detiveram 52,9 por cento do total de pensões de velhice e os homens os restantes 47,1 por cento.

Foram ainda processadas 704.778 pensões de sobrevivência, uma descida homóloga de 0,1 por cento e uma redução de 0,7 por cento relativamente ao mês anterior. Do total de pensões desta natureza, é o sexo feminino que continua a deter a maioria (81,7 por cento).

Já a concessão de pensões de invalidez subiu 0,6 por cento quer em termos homólogos como em cadeia, para 178.541 pensões, com o sexo masculino a deter a maioria (52,2 por cento).

1Shares

Mais partilhadas da semana

Subir