Nas Notícias

Universidade do Texas mantém aposta em Portugal

O programa UT Austin Portugal é hoje renovado por mais 10 anos. A assinatura do contrato com o Governo Português decorre nas instalações do CEIIA. A aposta estratégica consiste na colaboração internacional em tecnologias emergentes e no reforço da rede de empreendedorismo tecnológico UTEN.

A investigação colaborativa vai centrar-se em quatro temas bandeira: a abordagem integrada das áreas do Atlantic International Research (AIR) Center, que são Espaço, clima, Terra e Oceanos, a computação avançada, a nanotecnologia e a física médica.

Portugal vai continuar a apostar no impacto da transformação de ciência em tecnologias de grande valor internacional continuando a colaboração com a rede UTEN (University Technology Enterprise Network).

O reforço na computação avançada, que faz parte do programa UT Austin Portugal desde o início, visa capacitar Portugal de todos os recursos necessários à modelação digital e à ciência de dados com vista a alavancar a investigação espacial e de observação da Terra e com isso explorar os ativos mais valiosos do país, nomeadamente nas áreas do novo AIR Center.

Na área da física médica a aposta é na colaboração com o MD Anderson Cancer Center com vista a capacitação e treino em tecnologia nuclear de protões de alta energia com vista a terapias oncológicas promissoras. No que respeita à nanotecnologia, estabelece-se uma nova agenda de investigação e inovação que visa uma abordagem integrada para o desenvolvimento de materiais novos e complexos para novos mercados.

São dez as empresas que vão também apoiar e colaborar com o programa UT Austin Portugal, são elas: Abyssal, Deimos Engenharia, Edisoft – Empresa de serviços e desenvolvimento de software, Graphenest, Companhia IBM Portuguesa, Omnidea, Petsys Electronics – Medica Pet Detectors, Tekever e Wavecom Soluções Rádio.

A direção do programa, em Portugal, vai ficar a cargo de José Manuel Mendonça, presidente do Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência (INESC TEC) e docente da FEUP, e, nos EUA, de John Ekerdt, Reitor Associado de Investigação em Engenharia na Universidade do Texas em Austin.

A parceria internacional entre o Governo e a UT Austin Portugal, envolveu mais de 300 estudantes de pós-graduação, mais de 100 investigadores pertencentes a cerca de 50 universidades e instituições de investigação e 13 empresas afiliadas.

Os programas doutorais estabelecidos em Digital Media, Computação Avançada e Matemática Aplicada, graduaram mais de 50 novos Doutores em Portugal. A iniciativa UTEN gerou um impacto económico direto superior a 318 milhões de euros, dos quais 72 milhões de euros em capital de risco atraído por empresas nacionais nos EUA e 133 milhões de euros de tecnologia exportada.

Durante o dia de amanhã, 16 de fevereiro, vai decorrer na UPTEC um workshop promovido pelo programa UT Austin Portugal. A receção tem lugar às 10h30 e vai ser feita por Rui Oliveira, administrador do INESC TEC e docente na Universidade do Minho, e Marco Bravo, diretor executivo do programa UT Austin Portugal.

O primeiro workshop começa às 11h00 e vai focar-se na computação avançada, o segundo tem início às 13h00 com o tema da nanotecnologia e o último, com hora marcada para as 14h00, vai tratar do tema investigação espacial e de observação terrestre. A sessão de encerramento vai ser feita por John Ekerdt, às 16h00.

Receba esta e outras notícias virais no seu e-mail todos os dias!


Newsletters PT Jornal

O que quer receber?

Mais partilhadas da semana

Subir