Nas Redes

Moura Guedes: “Vieira da Silva deve ter as barbas a arder”

Manuela Moura Guedes reagiu à “total confiança política” manifestada por António Costa, relativamente a Vieira da Silva, no escândalo que envolve a Raríssimas. A jornalista faz um paralelo com o caso de Constança Urbano de Sousa, “pois Costa também afirmou a sua confiança na ex-ministra da Administração Interna”. E conclui: “Vieira da Silva já deve ter as barbas a arder”.

O primeiro-ministro manifestou ontem “total confiança” em Vieira da Silva, o que, para Moura Guedes, deve suscitar uma preocupação no ministro do Trabalho, da Solidariedade e da Segurança Social.

“Eu, se fosse Vieira da Silva, ficaria muito, muito preocupada. António Costa disse que mantém ‘ total confiança’ no ministro da Segurança Social e que , ao contrário de grande parte dos portugueses , não vê como é que o cargo de vice-presidente [da Assembleia-Geral] da Raríssimas pode manchar a reputação de Vieira da Silva”, escreve a jornalista, num post no Facebook.

E Manuela Moura Guedes lembra o caso que envolveu a ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa, aquando dos incêndios em Pedrógão Grande.

“Costa também afirmou a sua confiança na ex-ministra da Administração Interna, ao arrepio da maioria da população, quando o País estava a arder em outubro passado. Até teve vontade de rir quando lhe perguntaram se ia demitir Constança Urbano”, lembra.

“Um dia e tal depois a ministra já era. Ou seja, não era, foi-se. Eu não sei, mas Vieira da Silva já deve estar a sentir as barbas a arder…”, conclui.

Mais partilhadas da semana

Subir