Velocidade

WTCC: Acidente condiciona prestação de Tiago Monteiro na Hungria

tiago monteiro hungria210tiago monteiro hungria2

Uma colisão com o BMW de Tom Coronel, após o começo da segunda corrida do Campeonato do Mundo de Carros de Turismo, acabou por condicionar a prestação de Tiago Monteiro na terceira jornada da temporada, realizada este domingo no circuito de Hungaroring, na Hungria.

O piloto português da Honda até arrancava de uma favorável quarta posição da grelha para o primeiro confronto magiar, mas acabaria por não ser feliz quando, na segunda curva, e após um toque do BMW 320TC de Tom Coronel, se atrasou, caindo para o 12.º posto,

Depois, e quando Tiago iniciava uma recuperação e tentava ganhar um lugar a Marc Basseng, bloqueou a travagem para a primeira curva, saindo de pista e embatendo violentamente com o seu Honda Civic na barreira de proteção.

Com o carro bastante estragado, a estrutura da equipa empenhou-se em recuperar o carro para a segunda corrida. O que conseguiu em luta contra o reléogio, permitindo ao piloto do Porto partir das boxes. Tiago Monteiro retribuiu o esforço com uma boa recuperação que o levou até à 13.ª posição final.

“Não foi o fim-de-semana que esperávamos. Estava consciente de que as duas primeiras curvas teriam um papel fundamental. E assim foi. Os toques estragaram tudo. Mas a equipa fez um trabalho fora de série ao conseguir recuperar o carro. Tenho de lhes agradecer por todo o empenho e profissionalismo”, afirmou o piloto do Porto no final da prova.

“Na segunda corrida recuperei muitas posições e tive uma prova bastante interessante, mas não consegui somar pontos, que era o meu objetivo. Espero que o próximo fim-de-semana seja melhor”, prosseguiu.

Infelizmente a jornada ainda terminaria pior para as cores da Honda, já que Gabriele Tarquini protagonizou um violento acidente, saindo algo combalido do seu Civic. O que leva Tiago Monteiro a desejar as melhoras ao seu companheiro de equipa: “Desejo que tudo corra bem ao Gabriele, depois daquele incidente e de ter ficado em observação hospitalar”.

muller hungria2

Desportivamente, a jornada húngara foi especialmente favorável ao líder do campeonato, que venceu a primeira corrida do dia e foi quinto na segunda, tirando obviamente partido da desistência do seu grande rival Tarquini no segundo confronto.

Outro herói do dia foi o campeão do Mundo Robert Huff, que impôs o seu Seat Leon na segunda corrida, após levar a melhor no arranque sobre Mehdi Bennani, com o piloto marroquino a conseguir o seu segundo pódio no WTCC.

Mas obviamente que o mais aplaudido foi o local Norbert Michelisz, que na primeira corrida foi o maior adversário de Yvan Muller, levando o seu Honda privado à segunda posição, diante de Gabriele Tarquini,

Classificação

0Shares

Páginas: 1 2

Em destaque

Subir