Ralis

WRC: Sebastien Ogier sela triunfo no Rali de Portugal vencendo a Power Stage

Sebastien Ogier rp2014 etapa3Sebastien OgierSebastien Ogier venceu em grande estilo o Rali de Portugal 2014, depois de um último dia em que procurou gerir a sua vantagem sobre o segundo classificado, guardando as últimas ‘munições’ para a Power Stage que fechou a competição na prova.

Nas três derradeiras especiais Jari-Matti Latvala e Mads Ostberg (foto) puderam brilhar, vencendo cada um uma classificativa, mas na última, que distribuía três pontos suplementares para o vencedor, dois para o segundo mais rápido e um para o terceiro, Ogier não perdoou e deixou o finlandês a 3,3s e o norueguês a 4,3s.

Mads Ostberg rp2014 etapa3Embora sendo apenas quarto na Power Stage, Mikko Hirvonen fez o que se propôs no início da etapa, levando o melhor Ford ao segundo lugar no rali, ainda que a mais de 40 segundos do vencedor, mas com uma diferença confortável para Ostberg, um justo terceiro classificado.

Para o norueguês foi o pódio que a Citroën lhe pedia depois de perder o concurso de Kris Meeke – por acidente – no segundo dia de prova. E ainda com o ‘bónus’ do ponto suplementar na Power Stage.

Latvala falhou o objetivo dos três pontos da derradeira especial, mas pelo menos o finlandês da Volkswagen marcou dois, limitando os danos motivados pelo atraso sofrido após o acidente do segundo dia.

Andreas Mikkelsen nunca se mostrou capaz de acompanhar o andamento dos seus dois companheiros de equipa, mas pelo menos levou o terceiro Polo R WRC até à quarta posição final, que arrebatou a Henning Solberg a duas classificativas do final.

Para o veterano norueguês o seu regresso ao WRC foi positivo e ‘coroado’ com um excelente top cinco, que Martin Prokop nunca se mostrou capaz de alcançar, ainda que na derradeira especial o piloto checo tenha chegado à sexta posição, devido aos problemas sentidos por Thierry Neuville, e que motivaram um pião do belga na Power Stage.

Um final de rali dececionante para a Hyundai, que perdeu Dani Sordo mesmo antes do espanhol chegar ao  primeiro troço deste último dia, quando um semi-eixo do seu i20 cedeu em plena ligação.

Para completar o azar da marca coreana Juho Hanninen sofreu um toque na primeira passagem pela classificativa de Loulé que o afastou definitivamente do top sete.

Já na categoria WRC2 Nasser Al-Attiyah confirmou a vitória, batendo por mais de 10 segundos Jari Ketomaa, enquanto Pontus Tiedman assegurou o terceiro posto.

Bernardo Sousa rp2014 etapa3 600Apesar de voltar a sentir imensos problemas no seu Ford Fiesta R5, Bernardo Sousa (foto) concluiu o rali na 15.ª posição da classificação geral, logo atrás de Latvala, sendo quinto no WRC2 e o melhor piloto português em prova.

Classificação final

1.º Sébastien Ogier/Julien Ingrassia (Volkswagen) 3h33m20,4s
2.º Mikko Hirvonen/Jarmo Lehtinen (Ford) + 43,2s
3.º Mads Ostberg/Jonas Andersson (Citroën) + 1m12,4s
4.º Andreas Mikkelsen/Mikka Markkula (Volkswagen) + 4m50,5s
5.º Hening Solberg/Ilka Minor (Ford) + 5m10,2s
6.º Martin Prokop/Jan Tomanek (Ford) + 8m27,2s
7,º Thierry Neuville/Nicolas Gilsoul (Hyundai) + 8m32,3s
8.º Juho Hänninen/Tomi  Tuominen (Hyundai) + 8m51,6s
9.º Nasser Al-Attiyah/Giovanni Bernanchini (Ford) + 10m14,7s
10.º Jari Ketomaa/Kaj Lindstrom (Ford) + 10m26,3s

Em destaque

Subir