Economia

Wall Street recupera após adiamento de tarifas para alguns produtos chineses

A bolsa de Nova Iorque seguia hoje em alta no início da sessão, após as autoridades norte-americanas terem anunciado um adiamento para dezembro das tarifas de 10 por cento para alguns produtos importados da China.

Às 15:00 (hora de Lisboa), o índice Dow Jones subia 1,64 por cento para 26.322,62 pontos e o Nasdaq, dominado pelo setor tecnológico, registava uma subida mais expressiva de 2,16 por cento para 8.033,32 pontos.

Esta subida ocorreu depois de ter sido anunciado que o Governo norte-americano adiou para 15 de dezembro a imposição de taxas alfandegárias suplementares de 10 por cento para produtos eletrónicos chineses, uma medida que estava prevista para o início de setembro.

O índice alargado S&P 500 somava 0,31 por cento e estava em 2.892,13 pontos.

Pouco antes da abertura do mercado, tinha sido anunciado um aumento de 0,3 por cento nos preços no consumidor em julho, levando a uma subida da taxa anual de inflação para 1,8 por cento.

Na segunda-feira, a bolsa nova-iorquina encerrou em baixa acentuada, com os investidores a cederem às inquietações crescentes com a economia internacional e com a tensão comercial entre Estados Unidos e China.

Mais partilhadas da semana

Subir