América do Sul

“Vitória de Bolsonaro é o esmagamento do elitismo da esquerda caviar europeia”, diz Ventura

André Ventura confessa em declarações ao PT Jornal que a vitória de Jair Bolsonaro nas presidenciais brasileiras lhe deu “um enorme gozo”, porque “representa o esmagamento do arrivismo, do elitismo e da ignorância da esquerda caviar europeia”.

O autarca de Loures e promotor do partido Chega, André Ventura, confessa que “votaria em branco”, caso fosse eleitor.

Porém, não deixa de manifestar uma enorme satisfação, numa leitura do ato eleitoral que envolve a esquerda brasileira e europeia.

“Votaria em branco, se fosse eleitor brasileiro, mas deu-me um enorme gozo a vitória de Bolsonaro, apenas porque representa o esmagamento do arrivismo, do elitismo e da ignorância da esquerda caviar europeia”, diz, em declarações ao PT Jornal.

André Ventura observa este resultado eleitoral de “múltiplas formas”, mas encontra um único ponto que a justifica:

“Bolsonaro só cresceu como cresceu por causa da persistente ignorância e do elitismo ignóbil da esquerda brasileira e europeia”.

“Arrisco mesmo dizer isto, de forma metafórica: o crescimento da base eleitoral de Bolsonaro é proporcional à progressiva arrogância e ignorância de pessoas como Francisco Louçã ou Francisco Assis”.

Ventura não descarta da sua análise, no entanto, “o desespero” no PT, provocado pela “corrupção com que minou praticamente todas as estruturas do Estado”.

Mais partilhadas da semana

Subir