Benfica

Vieira diz que o Benfica vai ao Dragão para ganhar e ‘renova’ Ferro

O Presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, afirmou hoje que os ‘encarnados’ vão ao Dragão com um único pensamento, a vitória, e revelou a renovação do contrato do central Ferro, com uma cláusula de 100 milhões de euros.

“Estou confiante. Vamos apresentar uma das equipas mais novas de sempre no Estádio do Dragão. Perspetivamos um grande jogo entre duas grandes equipas. Não esquecemos que vamos defrontar o campeão nacional, mas iremos para dentro do campo com um único pensamento, que é a vitória”, afirmou Vieira, à margem da inauguração da exposição “Museu Talismã – História, Troféus e Mística desde 2013”, no âmbito das comemorações do 115.º aniversário do clube, aludindo ao jogo de sábado da 24.ª jornada.

A data foi o mote para Luís Filipe Vieira oferecer uma prenda aos benfiquistas: “Graças ao processo de recuperação e consolidação da nossa situação financeira, o Sport Lisboa e Benfica irá em breve passar novamente a deter a Benfica Estádio – proprietária do Estádio – e a Benfica TV, situação diferente da que ocorria na SAD, onde o clube e os seus associados apenas têm uma posição maioritária”.

Esta revelação significa, segundo o presidente dos ‘encarnados’, “devolver o Benfica aos benfiquistas”, aos quais fez saber que cumpriu a promessa de “pagar a esmagadora maioria das dívidas bancárias com as receitas do novo contrato de direitos televisivos”, demonstrando a “solidez financeira” do clube, cada dia “mais autónomo e respeitado”.

“Ultrapassámos o objetivo dos 40 mil ‘red pass’ vendidos no nosso estádio o que, com os oito mil lugares ‘corporate’ existentes, elevam para 70 por cento a taxa de ocupação do estádio, garantida antes do início de qualquer jogo”, revelou o presidente, a quem a despedida dos sócios do Benfica à equipa no último jogo, com o Desportivo de Chaves (4-0, na segunda-feira), lhe fez “lembrar os anos 60”.

Depois de reafirmar que faz parte do projeto do Benfica “reter talento” saído da Caixa Futebol Campus “até ao último momento”, o que significa “pagar as cláusulas de rescisão, ao contrário do que sucedia numa fase mais inicial por razões estratégicas”, Luís Filipe Vieira elogiou o atual treinador Bruno Lage, que acelerou a aposta nos jovens da formação por estar bem identificado com essa área.

Deu o exemplo do jogo na Turquia, frente ao Galatasaray, dos 16 avos de final da Liga Europa, no qual Bruno Lage “apresentou seis jovens como titulares” e considerou que hoje em dia “qualquer benfiquista sente orgulho na equipa, nos jogadores e no treinador”.

Mais partilhadas da semana

Subir