Nacional

Vídeo: Sérgio Conceição chora ao lembrar a morte dos pais

Sérgio Conceição concedeu uma entrevista carregada de intimismo a Cristina Ferreira onde, entre outros temas, falou sobre a morte dos pais. Num dos excertos já divulgados, o treinador portista emocionou-se, ficou sem palavras e chorou mesmo ao abrir o coração ao admitir que lhe “fazem falta”. “Nas coisas mais básicas, num abraço, num beijo”, disse, pedindo desculpa em seguida: “Não sou muito disto”. Veja o vídeo.

Nascido e criado numa família pobre, Sérgio era um miúdo de aldeia, que a vida obrigou a crescer rápido após perder os pais.

Na entrevista a Cristina Ferreira, o treinador falou daquilo que lhe vai na alma, do que ainda hoje mexe consigo, do amor dos pais que tem dentro de si.

Depois de alguns meses de negociações duras quando era jogador para assinar pelos dragões, sobretudo para convencer o pai a deixá-lo mudar-se para a Invicta, o pai morreu no dia seguinte a ter colocado o preto no branco com os portistas.

“Lembro-me de assinar pelo FC Porto depois de dois, três meses de insistência de dirigentes do FC Porto e da minha parte em querer ir para o FC Porto. No dia a seguir à assinatura do contrato. Foi uma educação rígida mas eu adorava o meu pai”, recorda Sérgio Conceição, que tinha na altura 16 anos.

Aos 18 ficou sem a mãe, num momento duro de ultrapassar e que o fez quase deixar o futebol.

“A minha mãe continua a ser um ídolo. Foi o momento mais difícil da minha vida. Pensei deixar o futebol”, desabafou já visivelmente comovido.

Na mais recente edição da revista, questionado por Cristina Ferreira se a mãe lhe faz falta, Sérgio Conceição respondeu com uma simples mas elucidativa palavra.

“Muita [longa pausa]. Peço desculpa”, disse de forma comovente.

Em seguida, o treinador do FC Porto explicou o que mais sente falta nos pais.

“[Sinto falta dos meus pais] nas coisas mais básicas. Num abraço, num beijo”, afirmou, enquanto limpava as lágrimas.

“Peço perdão, não sou muito disto. Continuo todos os dias a pensar neles.”

Cristina Ferreira explicou que esta é uma história de “luta” e que Sérgio Conceição lhe revelou, no final, que “foi difícil, foi muito difícil”.

Veja o vídeo:

Mais partilhadas da semana

Subir