TV

Vídeo: RTP ‘leva’ homem que voltou a andar do Alandroal para o mundo

A história do homem que passou 43 anos numa cadeira de rodas e agora voltou a andar chegou ontem à noite à RTP. Rufino Borrego, a vítima do diagnóstico errado, tornou-se viral e saltou do Alandroal para o mundo.

O diagnóstico errado de distrofia muscular incurável, em 1966, fez com que Rufino Borrego passasse 43 anos numa cadeira de rodas. Só não foi ainda mais tempo graças a um novo exame, em 2010, e ao acesso a um medicamento que não existia na altura do primeiro diagnóstico.

O homem, do Alandroal, levantou-se da cadeira de rodas e começou a caminhar.

Ontem, o caso foi noticiado pela RTP… e tornou-se viral.

“Há uma melhoria bastante acentuada, é verdade, mas milagre é quando as coisas acontecem sem uma causa”, afirmou Rufino, nas declarações ao canal público: “No meu caso, é efeito da toma do medicamento. É uma diferença abismal”.

Pode não ser um milagre, mas tornou-se num fenómeno à escala global. Difundida por grandes agências (como a France Presse) e portais de notícias (como AOL News e Yahoo), a história do homem do Alandroal deu a volta ao mundo.

O caso do homem que voltou a andar, após 43 anos na cadeira de rodas, foi relatado em países distantes como Austrália, EUA, Índia, Jamaica, Japão e até na Nova Zelândia.

Veja o vídeo da reportagem ao canal público:

12Shares

Mais partilhadas da semana

Subir