EUA

Vídeo: Pivô faz reportagem sobre a morte da filha

A jornalista Angela Kennecke, da Kelo-TV, uma estação ligada à CBS, fez questão de transportar para a atualidade a notícia da morte da própria filha, uma jovem de 21 anos vítima de overdose. O objetivo desta missão de uma mãe devastada é nobre: Angela quer consciencializar os pais para um problema que pode destruir qualquer família. Veja o vídeo.

Emily, de 21 anos, morreu no passado dia 16 de maio, vítima de uma overdose.

A sua mãe, a pivô norte-americana Angela Kennecke, trouxe o assunto para a agenda mediática e contou a história, numa reportagem sempre atual no coração da mãe e na missão social da jornalista.

“Sou obrigada a caminhar em frente… E a única forma é escolher como consegui-lo. Não me resta alternativa senão partilhar a história da minha filha. E faço-o para que a história de Emily – a minha tragédia familiar – contribua para a mudança”, disse.

E quando fala em mudança Angela Kennecke refere-se ao modo como combater a toxicodependência.

A pivô propõe que se acabe com o estigma contra quem procura ajuda.

“Emily deveria ir para a reabilitação três dias antes da sua morte”, realça a jornalista.

“Nunca pretendi que um membro da minha família se tornasse parte da estatística que se ouve nos noticiários. Isto pode acontecer com o filho de qualquer um dos telespectadores”, salientou, ao explicar a decisão de criar este momento televisivo.

Angela Kennecke não disfarça a dor, mas aborda o assunto com um profissionalismo notável.

Veja as imagens, divulgadas nesta semana pelo canal Kelo-TV.


Mais partilhadas da semana

Subir