Nas Notícias

Vídeo: Pires de Lima diz que a Uber só existe porque tem clientes

O ministro da Economia comentou a polémica que opõe taxistas e a Uber, salientando que este serviço “só existe porque tem clientes”. O governante entende os protestos dos taxistas e defende “regras próprias” para um serviço que tem de “enquadrado”. Veja o vídeo.

À margem de uma cerimónia em Vilamoura, nesta terça-feira, Pires de Lima, revelou que compreende os protestos dos taxistas contra a Uber, mas sustentou que o serviço só constitui uma ameaça porque tem consumidores.

“A Uber não seria sentida como uma ameaça, pelos taxistas, se não tivesse gente a procurar os seus serviços e se não estivesse a prestar um serviço que alguns entendem como necessário e inovador. A Uber existe porque tem consumidores”, salientou o ministro.

Para Pires de Lima, o serviço “tem de ser enquadrado”, o que já suscitou a criação de um grupo de trabalho europeu “onde Portugal deve ter voz ativa”.

“É importante aguardar pelos resultados desse trabalho e esperar, porque é evidente que, no final, temos de ter regras de concorrência que sejam sentidas como saudáveis”, salientou o ministro, no dia em que se registaram protestos de taxistas contra a Uber.

Em Lisboa, Porto e Faro, os taxistas mostraram-se contra o transporte de passageiros por condutores, usando uma aplicação eletrónica. O protesto foi organizado pela Antral, que considera a Uber ilegal.

Veja o vídeo.

Em destaque

Subir