Mundo

Vídeo: Perdeu os dois braços e tornou-se um pintor de renome

Seok Chang-woo, de origem coreana, é um engenheiro elétrico que viu a sua carreira mudar drasticamente quando, há 30 anos, foi eletrocutado por um choque com potência superior a 20 mil volts. Perdeu os dois braços, mas tornou-se pintor por ‘força’ do filho. Veja o vídeo.

A vida de Seok mudou drasticamente, há 30 anos, quando um choque o obrigou a amputar os dois braços.

O seu filho tinha nascido há apenas seis semanas, e revelou-se o principal ‘culpado’ pela nova vida de Seok, agora enquanto pintor.

“Um dia, ele pediu-me para eu lhe fazer um desenho. Desenhei alguns animais, como um pássaro. As pessoas à volta viram e acharam-no muito bom, então comecei a desenhar. Naquela época, eu estava desesperado por fazer algo para o meu filho. Aquele desespero fez-me desenhar melhor”, revela.

A história, contada pela BBC, sublinha que a inscrição Seok Chang-woo numa escola de artes surpreendeu o professor, até então sem ter dado aulas a alguém com esta especial condição. “Pedi-lhe para me ensinar até eu desistir”, conta.

Agora, Seok é um pintor de renome que expõe as suas obras. Em 2014, por exemplo, as suas pinturas estiveram expostas nos Jogos Paralímpicos de Inverno.

“Se alguém me oferecesse os meus braços de volta, eu não os iria querer. Gosto de como as coisas estão agora. Gosto de fazer arte assim e sinto-me satisfeito”, confessa.

À BBC, o pintor explica que as pessoas que sofrem acidentes “tendem a prender-se ao passado”, mas que isso é “inútil”.

“É preciso encarar o presente e aceitar a realidade. Não importa o que eu fiz antes. É preciso pensar no que se pode fazer de agora em diante”, remata.

Veja o vídeo.


Mais partilhadas da semana

Subir